Por que nos limitamos a essa velocidade?

consciencia-alinhada-com-as-leis2

Por que nos limitamos a essa velocidade?

Tudo é tão lento e quando tentamos acelerar parece que não conseguimos. Como se não fôssemos psicologicamente desenvolvidos para lidar com tantas decisões ao mesmo tempo. Como se não tivéssemos uma base de valores que nos possibilitissse decidir tantas coisas, com tanta intensidade e profundidade, o tempo todo.

Tudo está em constante movimento e em uma velocidade astronômica. E nós, em 80 anos conseguimos realizar tão pouco.

Por que nos condenamos a viver nessa velocidade?

Porque não sabemos obedecer ainda. Conhecemos as leis mas ainda não as obedecemos.

Quanto me custaria seguir a lei?

Quanto me custaria seguir todas as Leis, todos os momentos?

Como seria saber qual Lei seguir a todo momento? Nesse caso eu continuaria existindo? Acho que o medo de ser engolido e dissolvido na imensidão de Deus é exatamente o medo que nos faz “pecar”. Que nos faz agir contra a Lei.

Se eu fizesse tudo certo sempre, eu teria livre arbítrio? Eu continuaria precisando decidir? Ou seria uma máquina projetada e que simplesmente roda seu programa.

O “fruto do conhecimento do bem e do mal” é achar que temos capacidade de decidir separadamente.

Mas se, nem as Leis básicas do jogo sabemos seguir, então como queremos jogá-lo?

Talvez, aprender a seguir as regras do jogo seja apenas o primeiro passo para poder jogá-lo.

Do mesmo modo como em um jogo de tabuleiro qualquer, primeiro precisa-se aprender as regras, para depois começar a jogar. Talvez existam vários caminhos, que nos levem a vários destinos diferentes. Então, antes de tudo, precisamos entender qual jogo queremos jogar. Quem são os personagens desse jogo? Quem será o seu Personagem? Com que valores ele joga esse jogo? Quais valores vão guiar cada ação que ele fizer? Cada movimento, cada passo?

Você já parou para pensar quais seriam seus valores? Para onde você está indo?

Qual o objetivo desse jogo? Com todas as armas mágicas e super poderes que você for desenvolvendo, em quem você terá se transformado quando chegar ao fim?

Caminho

Que caminho você precisa percorrer para chegar lá?

Que habilidades precisa desenvolver para chegar lá?

Que sacrifícios precisa fazer para chegar lá?

Como assim sacrifícios? Que defeitos, vícios, preguiças, crenças, ignorâncias você precisa ter coragem de enfrentar e superar, para poder renascer.

E se, a cada ano tivéssemos que sacrificar uma parte de nós? Que parte seria? Teríamos coragem para sacrificar uma parte ruim e mudar para melhor? De ter que mudar. De assumir a responsabilidade de crescer e nos responsabilizar por mais. Assumir o compromisso de nos ocuparmos com mais. Assumir o compromisso de expandir o nosso mundo.

Ou teríamos medo? E por medo iríamos sacrificar tudo de mais lindo que temos dentro de nós mesmos? Nossos sonhos, virtudes, ideais, missão de vida, propósito… A cada ano.

E se, ao invés de ser a cada ano, fosse a cada mês? Conseguiríamos nós trabalhar e mudar algo em nós todo mês? E se não fosse todo mês, se fosse todo sábado? Conseguiríamos parar, refletir e praticar durante a semana sobre o que precisamos mudar? E se não fosse todo sábado, mas sim toda noite? Conseguiríamos pensar antes de dormir, no que precisamos fazer para melhorar no decorrer do próximo dia?

E se não fosse todas as noites. Mas e se, conhecêssemos as regras do jogo (as Leis) e essas fossem os nossos valores pessoais e cada ação que fizéssemos estivéssemos conscientes de estar fazendo o certo e em conformidade com a Lei. Então, não estaríamos diluídos em Deus. Mas apenas livres para jogar o jogo com maior liberdade, velocidade, força e intensidade.

Quando sabemos quem somos, onde queremos chegar e qual o caminho, paramos de agir apenas para satisfazer nossos desejos. E passamos a agir por dever, para realizar nosso propósito e nos tornarmos quem queremos ser.

Toda ordem gera ritmo. E somente com ritmo poderemos aumentar nossa velocidade. Então, se conhecemos nossos valores e buscarmos conscientemente alinhá-los às Leis que regem a evolução do todo, fica mais fácil aumentarmos nosso ritmo, nosso padrão de vibração, nossa intensidade e ainda mantermos nosso equilíbrio psíquico.

Bora praticar!

 

Anúncios