Doces problemas insolucionáveis

problemas_insolucionaveis

Será que buscamos problemas insolucionáveis para utilizarmos como motivo para não sermos felizes? Ou, na falta destes, acabamos gigantizando micro problemas cotidianos para nos amarrarmos na eterna frustação da inatividade.

Nada como uma boa e eterna desculpa para nos impedir irrevogavelmente de realizar nossos sonhos. Não posso fazer isto, pois minha mãe está doente. Não posso fazer isto, pois meu pé está machucado. Não posso fazer isto, pois tenho um filho pequeno. Não posso fazer isto, pois tenho que pagar meu financiamento…

Um grande problema é a resposta mais fácil, indolor e imediata para todas as perguntas. Para liquidar todos os desejos. Para abafar todos os sonhos.

Vamos viajar? Não posso porque…

Como você tem respondido ao chamado de seus sonhos e desejos?

Constantemente detectamos pequenas coisas que poderiam ser ajustadas ou mudadas e que fariam a completa diferença em nosso cotidiano. A maioria é realmente muito simples de resolver. No entanto, ao invés de tomarmos a atitude e mudarmos, preferimos utilizar nossas desculpas pré-determinadas para suprimir qualquer nova possibilidade ou solução.

Como seria difícil e dolorido ter que admitir que morremos de medo de tomar essas pequenas decisões e sermos os verdadeiros responsáveis por nossa felicidade. Muito mais fácil e indolor é fechar os olhos, criar uma desculpa irrefutável e de preferência que possam ser compartilhada com o maior número de pessoas possíveis. Já que, desta forma, ao invés de sermos questionados da gravidade de nosso problema, vamos reforçar ainda mais o seu poder de estagnação. Por exemplo: Vamos viajar? Não posso, tenho que pagar meu financiamento. Nossa, sei bem como é isso, fiquei anos sem poder fazer nada por causa disso. Tens toda razão, primeiro temos que arcar com nossas responsabilidade, afinal não somos mais crianças.

Ou seja, nossa desculpa foi perfeita, pois muita gente faz a mesma coisa. Então arranjamos a desculpa certa e podemos compartilhá-la com todo mundo, sem medo de sermos questionados. E, quanto mais gente acredita na mesma mentira, mais forte e real ela fica.

É impressionante como no processo de evolução vamos detectando pequenas coisas, pequenos passos, seguindo vários caminhos, buscando vários meios. Mudamos algumas coisas e parecemos dar vários passos adiante. No entanto, sempre alguma coisa fica inexplorada e, de tempos em tempos acabamos nos deparando com os mesmos problemas ignorados.

Quanto você tem realizado ultimamente?
O que é maior, seus problemas ou suas desculpas?

Talvez a única solução seja eliminá-los simultaneamente.

Anúncios