Fé sem obras é cadáver.

cadáver fé

Do mesmo modo que o corpo sem espírito é cadáver, assim também a fé: sem obras é cadáver.
(Tg 2, 16)

Esta é a mensagem principal de um dos últimos livros da bíblia, atribuído ao irmão de Jesus, São Tiago.

“14 Meus irmãos, se alguém diz que tem fé, mas não tem obras, que adianta isso? Por acaso a fé poderá salvá-lo? 15 Por exemplo: um irmão ou irmã não têm o que vestir e lhes falta o pão de cada dia. 16 Então alguém de vocês diz para eles: «Vão em paz, se aqueçam e comam bastante»; no entanto, não lhes dá o necessário para o corpo. Que adianta isso? 17 Assim também é a fé: sem as obras, ela está completamente morta.

18 Alguém poderia dizer ainda: «Você tem a fé, e eu tenho as obras. Pois bem! Mostre-me a sua fé sem as obras, e eu, com as minhas obras, lhe mostrarei a minha fé.”
(Tg 2, 14-18)

Este livro mexeu comigo. Este não fala apenas sobre a fé cristã, mas sobre toda a realidade da vida. Não adianta querer sem agir. São as nossas ações que nos representam. E por isso que nossas ações devem ser o reflexo de nossas palavras e estas de nossos pensamentos.

E é sobre isso que muitos ateus e agnóstico falam, quando dizem não precisar de Deus para fazer o bem e o certo. Basta fazer ações positivas, pensar no próximo…

Esse texto fez pensar em todas as coisas que reclamamos a respeito do mundo e o fato de não fazermos nada para mudá-las. Então de que adianta nossa indignação? Este ano quero me comprometer ativamente na melhoria do mundo. Estou pensando em dedicar 1 período por semana ao voluntariado. Sabemos tanta coisa e nem percebemos. Temos tanto a ensinar. Podemos ajudar ativamente na melhoria do mundo. Quanto mais damos, mais recebemos. Esta é uma lei universal.

E quando nos comprometemos com o mundo e com o outro. Do mesmo modo que a fé sem obras é cadáver, o sonho sem ação também o é.

Anúncios