Relaxe e Sonhe

Ultimamente tenho pensado sobre os sonhos. Sobre dormir. E lembrei que quando eu fui pra Roma meu objetivo daquela época era aprender a relaxar. E esta exata meta começou a voltar para mim estes dias. É incrível como quando estamos relaxados podemos fazer coisas incríveis, pensar coisas incríveis, mudar o mundo. Se pensarmos, para conseguir fazer a maioria das coisa precisamos relaxar. Para dormir, ir no banheiro, comer, sexo, trabalhar, pensar, tomar decisões, ter idéias…

Para dormir, se não relaxamos, não conseguimos dormir, é terrível ficar agitado na cama, rolando para um lado e para o outro sem conseguir dormir. Nem ir no banheiro conseguimos, se não estamos relaxados. Quando comemos nervosos ou irritados acabamos passando mal. O sexo também não da muito certo quando temos mil outras coisas na cabeça. Se precisamos trabalhar e nos sentimos muito pressionados, tudo fica mais difícil também, cada idéia demora pra sair. Por isso que se fala de ócio criativo, porque quando relaxamos as ideias fluem, os pensamentos acontecem. Em qualquer relação, seja com o mundo, seja com os outros, seja com nós mesmos, seja biológica, mental, interpessoal. Tudo se dificulta quando estamos nervosos. O estresse e nervosismo constante provocam muitas doenças e acabam matando as pessoas. Ok, e agora? Como faço para relaxar? Como aprendo a relaxar? Acho que o primeiro passo é possibilitar que o mundo que nos circunda não seja excessivamente desequilibrado. Pessoas estressadas, desequilibradas e histéricas dificultam um pouco aos outros de relaxar. Como um vórtice energético, sugam toda a energia do ambiente, ou mesmo, mudam o estado virbracional de todo mundo. Por isso, o primeiro passo é educar as pessoas que nos cercam para que não fiquem histéricas por qualquer bobagem… esse turbilhão de emoções incontroláveis só causa um desequilíbrio geral e estresse, o que é completamente contra o relaxar. Quando as pessoas relaxam tudo fica mais fácil, é difícil se estressar…

Todo esse pensamento sobre o relaxar é uma introdução para o dormir. O que acontece quando dormimos? Vocês já tentaram perceber conscientemente o que vai acontecendo até cairmos no sono? Por enquanto não consegui perceber completamente porque existe um paradoxo neste momento. Eu não consigo perceber conscientemente e relaxar ao mesmo tempo. E para dormir eu preciso relaxar. Então acabo não conseguindo perceber direito o que acontece. E se fico prestando atenção acabo não conseguindo dormir.

Wow, agora que eu escrevi esse pensamento tanta coisa fez sentido.
A grande maioria das coisas que fazemos bem, não fazemos porque pensamos passo por passo como fazer. Simplesmente relaxamos e tudo acontece automaticamente. Se precisamos pensar para fazer alguma coisa, acabamos ficando nervosos, tremendo, suando, e o coração batendo forte demais, estamos completamente estressados, com adrenalina a mil, e toda essa energia pode se converter para o lado negativo, caso não relaxarmos e estivermos conscientes que tudo vai dar certo, e que faremos tudo bem e automaticamente.

O wow que pensei foi exatamente porque este pensamento explica o amor, a fé, as intuições, a crença em Deus e tantas outras coisas que não fazem parte da existência racional. Aqueles que acreditam realmente e têm fé, conseguem sentir esta energia divina que nos une. Eles não estão conscientemente buscando, estressados, tentando encontrá-la para provar a sua existência. Eles simplesmente sentem, inexplicavelmente, de forma relaxada e equilibrada. Do mesmo modo o amor. Nós simplesmente nos sentimos amados e sentimos nosso corpo inundado de amor. E, as vezes, quando pensamos e tentamos refletir o que na pessoa nos faz realmente sentir daquele jeito, as vezes não encontramos. Do mesmo modo ideias e intuições. Se tentarmos dissecá-las completamente de forma racional, acabamos não confiando e deixando-as para trás. Tudo isso são coisas que sentimos com níveis existenciais diferentes daquele mental/ racional e se não estivermos relaxados quem sabe nem se quer os percebamos.

No entato, voltando ao sonho. Mesmo ainda não conseguindo entender a fundo o que são, inicio a haver algumas percepções. É como se, de frente aos nossos olhos, onde se materializa a realidade holográfica do nosso mundo “real”, neste mesmo lugar, quando dormimos, ou mesmo simplesmente quando fechamos os olhos, materializamos o nosso mundo dos sonhos. Como se déssemos cor, forma, peso, textura, sabor, cheiro, som e consciência para o mundo dos sonhos. Criamos personagens com os quais interagimos, criamos ambientes, criamos uma realidade, um mundo.

Dae eu pensei: Essa é a diferença entre os sonhos e a realidade, porque aquele mundo nós criamos e este mundo nos é dado! No entanto, simultaneamente me foi respondido, partindo das nossas últimas discussões, não existe um mundo real que nos é dado, mas sim, cada um de nós cria o seu próprio mundo, a partir das nossas intenções, ações, interação e pensamentos.

Se pensarmos no mundo real, cada pessoa é aquilo que foi levada a acreditar ser. Na verdade somos seres em constante mudança, que vão se modelando de acordo com o que faz aos outros acreditar ser e o que faz a si mesmo acreditar ser. O dinheiro é a maior das ilusões. Talvez a primeira de todas. É uma coisa completamente criada e com a qual confere a algumas pessoas mais poder que a outras. Mas porque? Da onde vem realmente esse poder? Se não existisse dinheiro seria simplesmente uma pessoa como qualquer outra trabalhando e levando sua vida. Se faz uma coisa bem, que ótimo, muitas pessoas vão querer colocar suas idéias no seu mundo. Por exemplo: o cara criou uma super televisão. E no meu mundo, aquele que eu vivo constantemente, o qual chamo de minha realidade e que por agora é constituído pela minha casa, família, amigos, trabalhos e demais relações, talvez eu queira ter aquela super televisão. Então, eu modifico o meu mundo, englobando alguma coisa que outra pessoa criou no seu mundo. E assim, compartilhamos alguma coisa. Isso acontece todo o tempo. Quando decidimos comprar alguma coisa, decidimos que para o nosso mundo aquilo é importante. Mas talvez não o seja. Estamos decidindo que aquilo é importante para o nosso mundo porque o é realmente ou porque achamos que é por algum motivo, ou muitas vezes sem nem mesmo saber porque?

Esses dias aconteceu uma coisa estranha, que também me fez refletir a respeito do relaxamento e dos sentimentos. Encontrei uma pessoa que há muito não via e esta me falou que era muito bom me ver, que gostava muito de mim… e assim por diante. Eu me senti estranho, porque não entendia da onde vinha todo aquele sentimento. Porque eu não conseguia sentir a mesma coisa ou pior, porque eu não conseguia se que acreditar. Como se eu me sentisse estranho de alguém gostar de mim, como se eu fosse obrigado a gostar reciprocamente. Agora eu pensei, e se relaxássemos e amássemos a todos? Se vivêssemos constantemente relaxados, não teríamos esse preconceito quando alguém diz que nos ama. E tudo ficaria mais fácil. Neste caso não estou falando de amor de amantes, mas sim amor de amigos e conhecidos….

Voltando para o sonho, me questionei: se o sonho é uma realidade que criamos, mas do mesmo modo, criamos a realidade na qual vivemos, então qual é a diferença? Talvez, a verdadeira felicidade e a completa realização aconteçam quando nossos sonhos dormindo e nossa vida real fica completamente em equilíbrio. Normalmente quando isto acontece pensamos: Minha vida é um sonho! Será que estou sonhando? Me belisca… Pois não estamos acostumados a nos concentrarmos nos nossos sonhos.

Meu pai sempre me disse, o vento é favorável pra quem sabe onde vai. Hoje acabei de pensar que o vento é os nossos sonhos, somos movidos por sonhos, por ideias. São eles que criam e modelam o nosso mundo, a nossa realidade. E quando encontramos alguém que amamos, queremos criar uma realidade juntos. Construir um mundo juntos compartilhar nossas ideias, sonhos, compartilhar nosso mundo. A imagem que publiquei hoje representa o fato dos políticos modelarem a realidade das pessoas a partir de mentiras. No entanto eu a publiquei pensando de outra forma, mostrando que quando compartilhamos sonhos mudamos a realidade das pessoas e aquela pessoa que os compartilha quando chega em casa evolui seus pensamentos, pensa mais coisas, coisas diferentes e assim constantemente em mudança, muda também a realidade das outras, seus sonhos, seus mundos.

E também por isso que todos sempre dizem para acreditarmos nos nossos sonhos. Porque, são bem eles o único combustível da nossa vida. Talvez a vida seja movida de ideias. E como já discutimos, não adianta ter ideias se não as colocamos em prática, pois desse modo só geramos frustação. Por isso, temos que manter o movimento, temos que manter a ação. Me veio em mente uma frase da bíblia e achei o texto completo:

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

Acho muito doido quando estas frases me vêm em mente e quando vou procurá-las tem tudo a ver com o que estou pensando. Diz que a partir do verbo todas as coisas foram feitas, ou seja, que a partir das ideias e dos sonhos criamos todas as coisas, criamos nosso mundo. Primeiro pensamos e quando agimos criamos. E ainda, que os sonhos eram a vida e a luz dos homem e as trevas, que talvez podemos interpretar como sendo os ignorantes, não compreenderam esses sonhos. Ignorantes são aqueles que ignoram, não necessariamente estúpidos, normalmente apenas desinformados.
Por isso, quando aprendermos o poder de nossos sonhos e conseguirmos controlá-los, do mesmo modo como controlamos nossas ações para colocá-los em prática. Ou seja, assim que alinharmos os sonhos com a realidade em modo a vivermos na realidade dos nossos sonhos, neste momento encontraremos a completa e total felicidade. Claro que, o importante é sonhar com as coisas que nos trazem felicidade. Pois, muitas vezes, podemos por ignorância acreditar que pesadelos são sonhos, e quando os alinhamos em nossas vidas e vivemos no pesadelo percebemos que sonhamos sonhos distorcidos ou errados. É difícil saber quais sonhos sonhar. Mas já é um começo descobrir que são eles o vento que impulsionam nossas asas.

Anúncios