Zumbis comem o seu corpo, equilíbrio e estabilidade emocional.

Hoje relembrei uma coisa impressionante. Ver um filme de terror. Mas não um filminho de terror, um super filme desestabilizante capaz de tirar completamente o seu equilíbrio mental mesmo sem som. Impressionante. Tudo começou com um filminho super relax, meio comédia, mas com atores famosos, bonitos e zumbis. Tava adorando, acho que se chamava Zumbiland, ao menos falaram muitas vezes esse nome no filme… Tá bom, foi como um aperitivo, alguma coisa pra dar o gostinho da ansiedade. Quando acabou mudei de filme. Ultimamente tenho dormido cedo, mas já são quase uma da manhã. Esse sim que é impressionante, deve ser a noite dos filmes de zumbis na HBO. Muitos sons de helicóptero, tiros e gritos constantes já desestabilizam completamente a pessoa, seguido por cenas gravadas por uma câmera de mão, sempre em movimento, no escuro, iluminada pela luz da própria câmera, que acende e apaga. Numa explosão de zumbis que entram, todos sangrando, brancos e super morto vivos maquiados, pulando no pescoço de cada personagem e matando todos. Sempre correndo, sempre pulando, a câmera em movimento constante e completamente balançando e criando imagens sempre diagonais, o que gera ainda mais instabilidade. Tudo é tão agoniante que o coração começa a disparar, uma dor no peito de ansiedade começa a oprimir tanto o peito como a respiração que fica ofegante, a atenção se redobra e ficamos completamente a espera dá próxima coisa terrível que vai acontecer, acompanhada por gritos constantes e muito barulho. Retiro completamente o som para ver se o filme continuava com o mesmo efeito. E para o meu espanto continuava. O vai e vem da luz, os movimentos sempre rápidos, desfocados, mostrando apenas uma parte da realidade e mortos vivos ensangüentados correndo atrás das pessoas e pulando nos seus pescoços dá muita tensão. A sensação de desconforto começa a aumentar e, mesmo completamente consciente que estou assistindo um filme eu não consigo controlá-la. E acabo ficando viciado, querendo saber até onde ela pode me levar. Vejo o filme analisando o que este provoca em mim, na minha percepção e por conseqüência no meu corpo.

A partir deste experimento, onde o simples fato de observar um filme causa uma série de reações desagradáveis de estresse e mal estar, abalando tanto o nosso emocional como o físico e mental, percebi que todos os nossos níveis de percepção estão completamente interligados. Não podemos tentar equilibrar uma parte sem levar em conta uma outra. Devemos equilibrar todas, dando importância a cada uma delas. Acho que o equilíbrio de uma leva a possibilidade de equilibrar as outras, mas o completo desequilíbrio de uma, por conseqüência impede o equilíbrio das outras. Por mais que eu estivesse completamente sereno e analisando cientificamente aquele filme, todo o meu ser foi abalado, em todos os seus níveis vibratórios. Sentia medo, angustia, ansiedade, e todos esses sentimentos abalavam meu corpo fisicamente, mudando minha respiração, meu coração… E esta sensação não passou assim que acabei de ver o filme, mesmo depois que o filme acabou, toda a adrenalina que eu produzi continuava a me deixar abalado, sensível, suscetível. Em um estado de atenção constante, como se alguma coisa terrível estivesse para acontecer.

O que tudo isso me fez pensar e refletir?

A primeira coisa que lembrei desde o começo foi de um áudio curso que eu fiz há muitos anos. Neste, o narrador dizia para imaginarmos uma situação estressante que tivemos recentemente, uma discussão, briga, etc., e percebermos que somente no fato de imaginarmos esta briga, nosso corpo já reagia como se estivéssemos novamente participando realmente da briga… A respiração mudava, o coração acelerava, a ansiedade aumentava… e assim por diante.

Ou seja, só o fato de imaginarmos uma coisa negativa, mesmo que não seja real, como no meu filme de terror, já alteramos nossos corpos emocional, mental, físico, etc. Desequilibrando completamente nossa energia e nossa existência. Se isso acontece em um filme, imagina com as constantes notícias de assassinatos, roubos, corrupção, crimes, crises, desastres naturais e tudo mais que se vê diariamente no jornal. Estes não são ficção mas coisas reais que acontecem com pessoas reais e nos injetam medo, ansiedade e instabilidade emocional e mental.

Assim pensei em como é importante termos cuidado com todos os estímulos que entramos em contato constantemente. E como é importante filtrarmos tudo que for negativo em nossas vida. Criando um escudo ante negatividade em busca do equilíbrio constante. Em modo a percebermos outros níveis vibratórios da existência e viver felizes, relaxados e em equilíbrio. Talvez não sejam somente os zumbis que queiram comer nossos cérebros, mentes e estabilidade emocional.

Acho que foi esse o meu pensamento de hoje.

Participem da comunidade Iluminações: https://www.facebook.com/Iluminacoes
Discutam, comentem, participem!

Anúncios