Que a Força esteja com você

Essa semana visualizei uma coisa muito interessante. Queria saber se mais alguém já o viu, se ainda não, o façam.

Não tem nada de sobrenatural em escutar e mesmo sentir a eletrostática formada entre os pêlos e pele quando tiramos uma calça, camiseta ou qualquer coisa q produza esse efeito eletrico. No entanto, eu nunca tinha feito isso no completo escuro do meu
quarto.

Não sei se foi pelo estresse acumulado nessa semana… que por sinal foi muito muito muito… ou se isso acontece normalmente… mas foi assim… Minha calça de pijama é feita com material sintético e peluciada por dentro. Nesta quarta-feira, quando ainda estava escuro, me acordei às 6:30h da manhã e sem acender a luz comecei a trocar de roupa. Invariavelmente essa calça causa esse efeito eletrostático nos meus pêlos da perna, que ficam ouriçados, e também posso escutar aquele estralar elétrico causado pelo movimento da calça… quando vou tira pra trocar de roupa. No entanto, todos esses efeitos foram acrescidos de uma manifestação física visível, que provou irrevogavelmente que se trata de energia elétrica produzida entre o corpo e a calça. Sem mais delongas, eis o que aconteceu: no meio da escuridão da madrugada, minha perna se iluminou com as faíscas causadas por esse efeito físico. E a luz produzida entre a calça e a pele era visível através do fino tecido sintético do meu pijama. Não que tenha sido uma luz constante, mas sim varias micro faíscas que juntas criaram uma luminosidade momentânea. Como por exemplo as formadas a partir da fricção do metal e a pedra do isqueiro. Talvez pareça uma coisa boba… mas pra mim foi muuuuito louco saber que posso criar luz. E como minha imaginação biológica pensei numa tempestade de raios no microcosmos de bactérias, ácaros e demais seres vivos da minha perna.

Dai eu comei a pensar sobre a criação de energia elétrica pelo corpo humano… Afinal somos uma bateria formada por milhares de condutores eletromagnéticos (nervos e neurônios) e uma solução salina capaz de conduzir esses impulsos de maneira otimizada.

A tudo isso, acrescentei meus novos conhecimentos dos poderes Jedi adquiridos com a apresentação da série completa de George Lucas na tv italiana… Comecei a pensar na possibilidade do ser humano criar corrente elétrica externa espontaneamente. Ou seja, criar um raio elétrico.

Confesso que quando estava em Londres, muitas vezes acontecia de levar choques só por encostar em superfícies metálicas. Não que seja uma situação muito agradável, normalmente eu estava bem a toa e encostava ou mesmo aproximava as costas da minha mão de algum superfície metálica, tipo a cozinha do restaurante que era completamente revestida de aço, ou um corrimão, ou qualquer superfície metálica… e levava as vezes seguidamente um choque.

Acabei mãe.

e que a força esteja com vocês.. Bju

Anúncios