Olha eu aquiiiiii….

Gente…

Eu sei que sou um lerdo e que já devia ter feito isso há mil anos, mas agora finalmente vocês podem ficar por dentro do que anda acontecendo aqui por London.

A cidade é linda, tudo de bom, tô adorando! Mas, como tava sem trampo não tava podendo aproveitar muito. Afinal, se o dinheiro acabasse não ia ser muito bom… na real já acabou… só tenho pra pagar o aluguel de amanhã… ehhehe… e vou pedi emprestado pra pegar o metro pra ir trampa na semana que vem… ai q pobreza! Mas tudo indica q os tempos de vacas magras então no fim… Com a graça de Deus… Voltei a acreditar nele… a gente precisa desses subterfúgios quando está numa cidade carérrima como Londres e sem dinheiro… ehhehe.. tem que recorrer a alguém, além da nossa mãe eh claro… mas então… finalmente consegui um emprego…

Mas esse emprego não eh tão simples assim, ele tem toda uma história por trás. E, por causa desta e de outras coincidências, minha fé em algo maior, talvez não um Deus católico claro, mas ao menos uma rede de consciências interligadas, como se fosse um grande banco de dados que captas as informações enviadas por todos e dá um jeito de as coisas darem certo… é impressionante…

Eis que eu tinha me mudado já fazia uma semana pra Edgware Road, que eh o meu atual endereço. Chiqueeeerrimo por sinal! Afinal tem que combinar comigo né… Fica na Zona 1 que é a área central de Londres e por isso a mais cara é claro. Mas tudo bem, não me importo tanto de pagar um pouco mais no aluguel, afinal economizo no transporte. Voltando a história… Então que naquela época de bonança eu andava de metro, que eh o dobro do ônibus, tudo pela preguiça… e inexplicavelmente eu dormia… ou simplesmente esquecia de descer na estação certa…. e tinha que trocar de trem e voltar pra minha casa… Eis que um dia a noite… quando foi muito estranho… porque eu tava prestando atenção e de repente a estação passou… e eu achei… ué… tem alguma coisa estranha aqui… deixa eu ver o que tem nessa estação de Padington, que era uma estação após a minha. Quando eu desço lá, fico impressionado… tinha muuuito bar, restaurante, café e tudo naquela rua… que ficava a cinco minutos andando da minha casa…

Tomo a decisão de ir procurar emprego no outro dia e obviamente começar por lá que era do lado da minha casa. Com o CV (curriculum) embaixo do braço, vou de porta em porta perguntando por emprego… Good Morning, I’m looking for a job. Do you have any vacancy? Mas como era de se esperar, muitos I’m sorry… Mas o interessante era que as pessoas dizem de um jeito esse I’m sorry que realmente parecia que elas queriam muito te dar um emprego e então muito sentidas pelo fato de não poderem te ajudar. E os mais jovem costumam dizer: Good luck! Afinal todo mundo sabe o quanto é difícil achar emprego em Londres.

Eis que estava passando por um restaurante, onde uma linda jovem francesa colocava as mesas. Era por volta das 11 da manhã de uma terça ou quarta feira. Quase passei direto, com medo de incomodá-la, mas como não tinha nada a perder, entrei. Falei com ela… e não é que ela me diz o primeiro sim… “Temos uma vaga pra bartender, pois o nosso está indo embora” Isto é comum nessa época, pois acaba o verão e todo mundo tem q voltar pra aula no seu país de origem, então várias vagas são abertas e fica mais fácil de achar emprego. “Deixe o seu CV aqui que entrego pro Manager”. Nesse ponto eu achava que ela não tava nem ai pra mim… tinha pegado apenas por educação ou sei lá porque…

Mas as coisas não eram tão simples e tão passageiras. Elodi, minha anja da guarda francesa entrega o meu CV ao manager, que me liga no fim do dia marcando pra eu fazer um teste.

Só que aquele tinha sido um longo dia, e eu tinha entregado muitos CVs. E recebido outros sim e também uma outra ligação. Então já tinha marcado um teste pro dia seguinte. Mas não tem problema, marcamos pra sexta, então!

Faço o teste e espero a ligação de Elodi. Mas no fim de sábado tenho um pressentimento que não ia conseguir o emprego. O que se confirmou na manhã de domingo quando Elodi me liga anunciando a triste sentença. O outro bartender que tinha treinado no sábado tinha muito mais experiência. E, desta forma, era a melhor escolha no momento.

Procuro por outros empregos… Começo a entregar panfletos num restaurante indiano onde só trabalhavam pessoas de Bangladesh. O nome era Bangra. Ficava quatro horas entregando panfletos mas quase ninguém ia. Pagavam quase nada, só £3 a hora, menos que o mínimo daqui de £4.85. Mas ao menos não ficava parado, e, melhor de tudo, comia comida de verdade… duas refeições… maravilha!

Estava eu no McDonalds ou Burger King na terça-feira agora. Acho q tinha entrado pra ir no banheiro ou coisa do gênero, afinal pra comer não tinha dinheiro… ehheeh… quando Elodi me liga novamente, perguntando se eu já tinha arranjado emprego, porque eles não tinham gostado da personalidade do novo bartender. E ela tinha me amado! Quando fiz o teste tinha certeza que ia ter o emprego, porque ela tinha me elogiado muito muito… tinha me amado… com direito a dois beijinhos de despedida… muito querida… e, se eu podia ir lá falar com o manager na quarta. Pela segunda vez tive que dizer que não podia, pois já tinha uma festa agendada pra quarta e foi tuuuudo de bom. Era uma degustação de vinhos chilenos e eu e o André trabalhamos no bar. A música era tudo de bom e as 9 horas que ficamos lá trabalhando voaram. Melhor trabalho, e pra fechar com chave de ouro, no fim eles falaram: Vocês podem levar quantos vinhos conseguirem carregar. Como eu não sou bobo nem nada, tinham garrafas de até £40, de acordo com um dos organizadores, botei 8 na minha mochila!

Fui na entrevista na quarta e ontem já comecei a trabalhar. E voltando ao assunto da estação, o portão de entrada dela é na frente da porta do restaurante. E foi isso! Um resumo de como Elodi entrou e minha vida. Ela já me ligou hoje só pra se certificar que ia lá.

Ai ai… até cansei um pouco de escrever depois de todas essas descrições…

Comprei um livro no começo da semana, tudo de bom! Como não tenho conseguido ir pra aula, porque estou trabalhando em dois lugares esta semana. Nesse restaurante aí de cima e numa escola no fim do mundo, que me foi passada por uma agência de empregos. Eles já me disseram que na outra semana, por eu ter aceitado esse trabalho, vão me dar um ótimo, com bastante horas e bem central. Eu amei claro, porque afinal descontando as £46 que tive que gastar só pra ir trabalhar nesse, ainda vão sobrar uns 100 pra mim. Os quais vou utilizar pra pagar meu caríssimo aluguel de £75. Mas tudo bem!

Final de semana que vem vô tá rico… ehhehe… vou receber de três fontes diferente… duas agências e do meu emprego… finalmente né… porque em casa só estava comendo pão com manteiga e macarrão com alho… uahauhua… por isso que disse que é ótimo trabalhar em restaurante, porque ao menos ganho muuuita comida, que eu jamais ia ter dinheiro de pagar, afinal como salmão, costelas, mil saladas… ai tudo de bom…

Já voltei ao meu peso de novo, afinal nem me via mais no espelho. Tentava me achar mas não encontrava…  mas tudo bem… agora já esta tudo certo…

Gente… Isso é pra vocês verem que eu gosto de contar as coisas…  o problema é que não tinha onde…

Mil Beijos pra todo mundo, tô morrendo de saudade.

PS. Deixem recados pra mim né…

heheheh

 

 

Anúncios